quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

OS NOSSOS PARABÉNS AOS ELEITOS PERSONALIDADES DO ANO

ALBERTO PAULO 46 (17%)

PADRE MANUEL RAMOS 18 (6%)

AGOSTINHO GOUVEIA 9 (3%)

CARLOS TELES 21 (8%)

PAULO FERREIRA 9 (3%)

GILBERTO GARRIDO 132 (50%)

AVELINO FARINHA 7 (2%)

OUTRO 17 (6%)

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

GILBERTO GARRIDO FOI ELEITO PERSONALIDADE DE 2008 NA CALHETA COM 132 VOTOS (50%)




Chuva marca passagem do ano em todo o território português

Céu muito nublado, chuva em geral fraca e temperaturas mínimas elevadas vão caracterizar o estado do tempo durante o período da passagem do ano, mas no último dia do ano a situação vai piorar momentaneamente
Segundo as previsões do Instituto de Meteorologia, entre hoje e quinta-feira prevê-se para Portugal continental céu geralmente muito nublado com ocorrência de precipitação, em geral fraca, vento soprando de sueste fraco a moderado, temperaturas mínimas elevadas e neblina ou nevoeiro.
Para a primeira metade do dia de quarta-feira o IM aguarda nas regiões do Sul e parte da região Centro, chuva forte, trovoadas e vento, que soprará forte a muito forte com rajadas no litoral e terras altas.
Esta situação que acontecerá apenas na primeira parte do último dia de 2008 fica a dever-se à aproximação e passagem de uma superfície frontal de forte actividade.
O IM prevê uma melhoria do estado do tempo a partir da segunda parte de quinta-feira e até ao primeiro dia do Novo Ano, voltando a precipitação fraca e vento fraco.
Para o arquipélago da Madeira prevê-se para hoje vento forte a muito forte com rajadas, períodos de chuva por vezes forte e trovoadas.
Estas condições de instabilidade deverão melhorar a partir da tarde de hoje e manter-se até quinta-feira com aguaceiros fracos e vento fraco.
Nos Açores, já a partir de hoje, aguardam-se períodos de chuva passando a aguaceiros, que deverão manter-se até sexta-feira, enquanto o vento deverá soprar moderado a forte com rajadas até aos 60 quilómetros por hora.
Lusa / SOL

GILBERTO GARRIDO ESTÁ A UM PASSO DE SER ELEITO PERSONALIDADE DO ANO NA CALHETA


Numa votação levada a cabo pelo Diário da Calheta, Gilberto Garrido está a poucas horas de ser eleito personalidade do ano na Calheta.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Onde ja fomos vistos



PRESÉPIOS A VISITAR NA FREGUESIA DA PONTA DO PARGO























Presépio da Casa do Povo da Ponta do Pargo localizado na Igreja Paroquial da Ponta do Pargo







Shoppings cheios no primeiro dia de saldos

Preços desceram desde os 10% até aos 70%
VIRGÍNIA ALVES
Os saldos arrancaram oficialmente este domingo, com as montras das lojas dos centros comerciais a anunciarem a baixa de preços. Curiosos eram muitos, mas com sacos de compras nas mãos viam-se poucas pessoas.
Desde domingo que os comerciantes podem colocar os seus produtos à venda com descontos, os tradicionais saldos, cuja época de Inverno se prolonga até 28 de Fevereiro. E, apesar de ser domingo, e apenas os centros comerciais estarem abertos, a data cumpriu-se, com as lojas a anunciarem descontos entre os 10% e os 70%.
Mas nem esses anúncios atraíram muitos interessados em comprar. Os centros comerciais da Área Metropolitana do Porto estavam cheios de visitantes, mas os sacos que transportavam eram muito poucos.
Quem conhece bem o movimento destes espaços garante que se trata de um domingo normal, com "muita gente a passear, a espreitar lojas. Mas as compras não são feitas ao domingo".
Quem assim pensa é Paula Neves que uma troca de uma peça de roupa levou ao Arrábida Shoping, em Gaia, num domingo. "Não vou aproveitar os saldos porque não preciso de comprar nada e comprar só porque estão em saldos não me parece boa ideia".
Mas nem todos pensam assim e, apesar das promoções antes do Natal, há quem tenha deixado mesmo as prendas para comprar nos saldos, como Lucinda Almeida, que aproveitou o primeiro dia para fazer uma primeira selecção.
"Para já ando a dar uma volta aqui pelo Corte Inglés, a avaliar preços, mas sei que vou comprar muita coisa, até as prendas de Natal dos de casa", garantiu. Mas apesar da publicidade sobre a mudança da data oficial para o arranque dos saldos (a nova lei é de Março de 2007), ainda há quem tenha sido apanhado desprevenido e, pensando numa tarde do centro comercial a jogar bowling com o filho, acabou a fazer compras. "Pensava que os saldos fossem em Janeiro, não estava à espera, mas como os preços até estão em conta, aproveitei", contou José Soares.
Outros, como José Pinheiro, já não se espantam com nada, e ao apontarem para a enchente no centro comercial perguntam: "onde está a crise?"
De referir que a nova lei dos saldos determina que os artigos em saldo não podem ter sido alvo de promoções um mês antes.

Último segundo do dia 31 vai acontecer duas vezes

Terra atrasa-se e torna 2008 ano mais longo
EDUARDA FERREIRA
As badaladas da meia-noite, para serem certas, devem este ano começar a bater com um segundo de atraso.
A mudança da hora padrão será feita nos relógios atómicos de todo o Mundo. Temos de acertar o nosso ritmo com a rotação da Terra.
O ano de 2008 será acrescentado em um segundo, adiando por essa fracção de tempo a passagem para 2009. O marca-passo é feito nos relógios atómicos das entidades que, em cada país, têm a responsabilidade de zelar pela hora-padrão. No caso português, o Observatório Astronómico de Lisboa.
Segundo explicou ao JN o director do Observatório, este atraso em um segundo torna-se necessário para nos sincronizarmos melhor com a velocidade de rotação da Terra. Disse-nos Rui Agostino que a divisão do tempo dos dias e noites no nosso planeta em horas, minutos e segundos distribuídos por um ano foi feita e acordada em 1820. Desde então, no entanto, a rotação da Terra foi ficando mais lenta e os 86.400 segundos das 24 horas podem não corresponder exactamente ao tempo de uma rotação da Terra . A diferença, para mais, no tempo de rotação da Terra sobre si própria implicaria um notório desacerto, caso se fosse acumulando.
O desfasamento só foi notado na década de 60 do século passado devido à alta precisão dos relógios atómicos. Assim, desde os anos 70, a comissão internacional encarregada de zelar pelo nosso tempo planetário, passou a contemplar a possibilidade de os relógios serem atrasados. O acerto mais recente foi feito em Dezembro de 2005. O primeiro ocorreu em 1972 e, desde então, houve que somar 24 segundos. Haverá anos em que caberá mais do que um segundo. Nesse caso, um dos dois acertos recairá em Junho ou Julho. A decisão quanto á necessidade de introdução de um segundo intercalar cabe ao Serviço Internacional de Rotação da Terra e dos Sistemas de Referências, com sede em Paris.
O Observatório Astronómico de Lisboa, encarregado de zelar pela hora padrão (o Tempo Universal Coordenado- TUC) já tem programada esta alteração, que será feita nos cinco relógios atómicos ali existentes. Trata-se de equipamentos que têm rubídio incorporado em estado gasoso. O rubídio tem propriedades metálicas quando se encontra em estado sólido. Os relógios com este elemento químico dizem-se atómicos porque utilizam as suas transicções electrónicas.
Segundo explicação do astrónomo Rui Agostinho, não é propriamente o andamento dos relógios atómicos que vai ser alterado; haverá, isso sim, um compasso de espera no último segundo do ano, que será repetido ou contado duas vezes.
Esta alteração, em alguns países, pode não ser tão próxima da passagem de dia e de ano; por exemplo, em França, ela está marcada para quase uma hora depois das badaladas da meia-noite. Em Portugal, que segue a hora legal do fuso do meridiano de Greenwich, a mudança será feita verdadeiramente mesmo tempo, mas 60 minutos mais cedo nos mostradores dos relógios comparativamente à Europa central.
Era electrónica torna hora legal cada vez mais importante
Transacções de dinheiro ou documentos por via electrónica tornaram-se correntes e é o tempo nelas marcado que agora conta. Programas de computador sem a hora legal ajustada podem ser fonte de problemas.
Transferências de dinheiro, compra de acções, cadernos de encargos para um concurso de obras públicas, envio de um documento a um tribunal. Tudo isto pode ficar com o prazo de entrega comprometido pela diferença de um segundo no relógio do computador. Pode haver sérios conflitos de interesses desencadeados por essa diferença, confirma o director do Observatório Astronómico de Lisboa, que refere já ter havido para o instituto que dirige e para a Comissão Permanente da Hora pedidos de parecer sobre a matéria.
"Antes, o grosso da nossa vida em termos legais, administrativos ou comerciais era feito com papéis e o que contava como selo do tempo era o carimbo dos CTT. Agora, os documentos são digitalizados e dão entrada por via electrónica", sublinha Rui Agostinho, chamando a atenção para a importância da sincronização com a hora legal seja em computadores pessoais, de empresas ou serviços. Por exemplo, quando a Central de Compras do Estado passar em breve a só aceitar concursos por via electrónica pode haver quem perca adjudicações se estiver atrasado um segundo. A banca e todo o mundo financeiro, incluindo a bolsa, são os mediadores com mais implicações nesta diferença de um segundo, que pode ditar que uma operação seja datada a 31 de Dezembro ou a 1 de Janeiro. E isso pode dar azo a um grande imbróglio.

domingo, 28 de dezembro de 2008

ADM-MARÍLIA VISITA CLUBE PONTA DO PARGO NA MADEIRA EM PORTUGAL ( Recordando)

ADM-MARILIA JUNTO COM AS ATLETAS DA PONTA DO PARGO DA MADEIRA

A ADM-Marília (Associação Desportiva dos Mesatenistas de Marília), visitou neste sábado o Clube Ponta do Pargo que é presidida por Gilberto Garrido e que é um dos melhores clubes de Tênis de Mesa de Portugal.

A programação iniciou pela manhã com o presidente da Associação da Madeira de Tênis de Mesa Carlos Leon e o Vice-Presidente Juan Gonçalves vieram buscar os marilienses e chilenos que estão alojados no Centro de Treinamento da Madeira para fazerem um rápido tour pela ilha da Madeira onde as duas delegações puderam ver de perto parte da belíssima ilha.

Todos ficaram encantados com a beleza natural encontrada em cada parada. Primeiro os dirigentes marilienses e madeirenses experimentaram a “poncha da Madeira” uma bebida típica da região (que é tomada com aguardente da cana de açúcar com maracujá). Depois a parada foi no “Véu da Noiva” um ponto turístico espetacular onde a cachoeira deságua em pleno Oceano Atlântico.

O almoço foi na cidade de Ponta do Pargo em um restaurante típico da região e que também possui um hotel onde os dirigentes da Madeira e de Marília foram conhecer as instalações em primeira mão, pois em fevereiro Ponta do Pargo receberá o importante jogo entre as seleções principais feminina de Portugal e da Inglaterra. Ambos os países ficarão hospedados e farão suas refeições neste local. Quem vencer o confronto subirá e disputará em Belgrado em Maio o Campeonato Europeu da Primeira Divisão.

Após o delicioso almoço, as delegações do Brasil e do Chile foram assistir a uma rodada da primeira divisão do campeonato português no ginásio de Tênis de Mesa da Ponta do Pargo, contra o clube Estreito. O jogo foi vencido pelo time da casa pelo placar de 4 x 2.

Após o jogo o Presidente do Clube Sr. Gilberto Garrido fez questão de mostrar a delegação de Marília formada pelos atletas Yuri Bavaresco, Arthur Requejo, Lívia Gomes, Lívia Mizobuchi, pelo treinador Edinilson Moura, pelo coordenador Nelson Machado e pela pedagoga e sua esposa Adriana Guimarães Machado, todas as instalações do centro esportivo onde toda a comunidade de Ponta do Pargo é servida de uma boa escola (onde os alunos praticam o Tênis de Mesa), possui um clube para terceira idade e um ótimo posto de saúde. Gilberto Garrido fez questão de se pronunciar e informou que graças ao Tênis de Mesa havia feito muitos amigos em muitos países e que estava muito satisfeito em receber os marilienses em seu clube e em sua cidade.

Por Nelson Machado
www.admtenisdemesa.com.br

"Os livros em Portugal são indecentemente caros"

António Lobo Antunes: "Os livros em Portugal são indecentemente caros"
28.12.2008 - 09h38 Lusa
O escritor António Lobo Antunes considerou ontem à noite, no Porto, que os livros em Portugal são "indecentemente caros", referindo que "há países com maior poder de compra onde são muito mais baratos", como Alemanha, Holanda e Noruega.
O autor de "Arquipélago da Insónia", publicado este ano e que já vai na sétima edição, falou durante a cerimónia em que recebeu o Prémio Clube Literário do Porto, com um valor pecuniário de 25.000 euros.

Lobo Antunes, de 68 anos, foi apresentado pelo jornalista, comentador e professor Carlos Magno como um autor que "escreve sobre a contemporaneidade como poucos o fazem neste país", fazendo uso de uma "ironia absolutamente a toda a prova".

O escritor disse que não podia deixar de estar no Porto para receber o prémio, por ter "uma dívida de gratidão muito grande para com a cidade", que vem do tempo em que esteve internado num hospital lisboeta, a lutar contra um cancro.

"Quando há dois anos estive muito doente, recebi sete, oito mil cartas e a maior parte eram do Porto. Isso é uma coisa que nunca poderei pagar", explicou.

O autor falou sobre a sua doença, a morte, a escrita, a cultura, a guerra, o preço dos livros, entre outros temas.

Os portugueses vivem mal e os livros são indecentemente caros

Disse por exemplo que os governos pouco têm feito pela cultura desde o 25 de Abril de 1974.

"Quem tem trabalhado com a cultura são as autarquias e são fundações" como aquela a que está ligado o Clube Literário do Porto, a Fundação Dr. Luís de Araújo, defendeu.

Como autor, o que o move é "tentar colocar em palavras o que por definição é impossível contar em palavras, como as emoções ou os impulsos".

Lobo Antunes evocou Ernesto Melo Antunes, que foi um dos ideólogos do 25 de Abril e morreu há nove anos, tendo mantido com ele uma grande amizade.

"A morte de um amigo é uma coisa irreparável", resumiu, para depois acrescentar que "o que aparece nos livros são estas coisas todas, ou seja, a vida".

"Os portugueses vivem tão mal e os livros são tão indecentemente caros!", criticou, em seguida, frisando que "que quem lê não são as classes altas, é a classe média baixa, como se pode observar nas feiras do livro".

O presidente da Fundação Dr. Luís de Araújo, Augusto Morais, ofereceu a Lobo Antunes um elefante prateado, que definiu como sendo "uma provocação à memória" do escritor.

O autor de "Memória de Elefante", o seu primeiro livro, lançado em 1979, recordou que ninguém, na altura, queria publicar este livro, que acabou por ser um êxito editorial.

Perante uma plateia constituída por várias dezenas de pessoas, entre elas muitos jovens, Lobo Antunes falou sobre a sua experiência enquanto doente com um cancro, dizendo que viveu então "uma mistura de sentimentos" e que passou depois "dois meses sentado numa cadeira, completamente vazio".

Segundo Lobo Antunes, a doença deu-lhe outra perspectiva sobre a vida.

"A gente passa a jogar com as cartas para cima; não há nada para esconder", sustentou.

António Lobo Antunes revelou à comunicação social que poderá haver um novo livro seu "talvez para o fim do ano que vem".

"Não depende só de mim, penso que sim, se for capaz de o acabar", completou.

O Prémio Clube Literário do Porto tem "um significado muito maior do que um prémio no estrangeiro, por maior nome que o prémio tenha".

"É para as pessoas do meu país que eu escrevo", justificou.

Esta é a quarta edição do Prémio Clube Literário do Porto, que nos anos anteriores distinguiu os escritores Mário Cláudio, Armando Baptista Bastos, e Miguel Sousa Tavares.

sábado, 27 de dezembro de 2008

Família Homem de Gouveia - Ponta do Pargo

1) António Homem de Gouveia, nasceu na Ponta do Pargo a 10/06/1745 e casou por 1769 com Maria Mendes de Gouveia, filha de José Mendes de Gouveia e de Catarina Gonçalves Malheiro, neta paterna de João Mendes de Gouveia e de Maria Florença (Salviati). Tiveram:

2) Alferes António Homem de Gouveia 9/11/1772 casou a 1ª vez 10/10/1803 com Maria Vitorina Rodrigues de Gouveia Paubranco, e 2ª vez com Maria Francisca Veloza de Gouveia.

2º casamento:

Entre outros D. Luísa Lira de Veloza de Gouveia nascida a 6/4/1818 e bap. A 13/4/1818, casou na Ponta do Pargo a 15/08/1836 com o Morgado Francisco Freire de França e Almeida. Tiveram entre Outros :

D. Júlia de Almeida que veio a casar com Antero d`Ornelas e Vasconcelos, c.g.

D. Joana de Almeida que veio a casar com Augusto César de Gouvea, que desempenhou funções de Administrador e presidente da Câmara da Calheta.
Existe uma história engraçada aquando da vinda do Rei D. Carlos á Madeira em 1901, este ao ser apresentado, manisfestou o seu interesse equestre. Na volta a Lisboa o Rei teve a atenção de lhe mandar de presente um cavalo da Raça “Alter Real”…foi filho destes entre outros Pedro Augusto de Gouveia, desempenhou funções de Vice-presidente da Câmara da Calheta e do Funchal, chegando a presidente da C. do Funchal em 1916, fo também várias vezes procurador geral do Funchal…veio a casar com Ester Adida, filha de Abrahm Adida e de Helena Leonor de Gouveia c.g.


Do 1º Casamento:

3) António Homem de Gouveia § 1 Ramo dos Homem de Gouveia- Sousa

3) Manuel Homem de Gouveia § 2


§ 1

3) António Homem de Gouveia casou na Ponta do Pargo a 28/04/1839 com Maria Antónia da Costa Caldeira. Tiveram entre outros:

4) António Homem de Gouveia nascido na Ponta do Pargo a 2/09/1841 e bap. 26/09/1841 casou a 1867 com sua prima (afastada) D. Josefa Augusta Ponte de Gouveia, nascida a 23/01/1841 e bap. 21/02/1841, filha do Morgado Manuel Ponte de Gouveia e de Maria de Sousa Gouveia. Só por curiosidade: sua irmã Rosalina P. de Gouveia casou com Manuel Gonçalves de Azevedo (tio-avô do pintor Henrique Franco e do Escultor Francisco Franco, considerado por muitos o artista de referência Regional, sendo reconhecido oficialmente após a sua morte através da abertura de um museu com o seu nome e com a sua arte expostos…foram avós de Cesar Augusto Pestana, Escritor com o pseudónimo literário de Pausanias, sua filha Elizabet Aurora Gundersen Pestana viria a ser Viscondessa de Giraúl pelo casamento com Dr. Guilherme Botelho da Costa…

5) Cónego António Homem de Gouveia nascido a 17/12/1869. “ Foi professor, jornalista e deputado pela Madeira. Era um distinto poliglota capitular da Sé do Funchal e capelão dos últimos Imperadores da Aústria, Carlos e Zita…

5)Isabel da Encarnação Homem de Gouveia casou na Ponta do Pargo com Manuel Dias de Gouveia. Tiveram entre outros António Dias de Gouveia casou em São Pedro em 1922 com Henriqueta Maria Acciaiuoli Ferraz de Noronha c.g.

5) D. Maria Ermelinda Homem de Gouveia casou com Manuel Dias da Costa Caldeira, natural da Ponta do Pargo, tiveram:

6) Dr. António Homem de Gouveia e Costa casou com D. Maria Silvina Ceia Esmeraldo c.g.
6) D. Cecília Homem de Gouveia e Costa cc o prf. José Rebelo de Almeida ( pais da deputada Maria do Carmo Rebelo de Almeida) c.g.
6) Coronel Fernando Homem da Costa, presidente da Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal cc Maria Alice Pinto Coelho c.g.
6) Ernesto Homem da Costa, agente técnico de neenharia cc Maria Helena Silveira Saragoça s.g.
6) Carmina Alice Homem de Gouveia e Costa cc Alexandre Francisco Rebelo ( pais Alexandre Rebelo, empresário Hoteleiro- Crown Plaza- e de Emanuel Rebelo proprietário da discoteca “Vespas”)

5) D. Ermelinda Sara Homem de Gouveia nasceu na Ponta do Pargo a 7/04/1881 cc Eduardo Maria de Sousa, nascido em Câmara de Lobos a 7/7/1880, filho de António de Sousa Quintal e de Maria Henriqueta de Sousa Barradas, Tiveram:

6) Eduardo H. G. e Sousa, licenciado em Direito nasceu a 17/03/1909 em Câmar de Lobos cc D. Consuelo Dominguez Alvarez Passos, de Lisboa ( filha do eng. Agron. António Romão dos Passos e de Bernardina Alvarez. Tiveram:
7) Maria Carmelita Pessos Homem de Sousa nascida em Lisboa a 10/06/1934, era em 1963 assistente na Faculdade de Letras do Porto cc António José Aguiar Alves de Brito
7) Maria Manuel Passos Homem Sousa nascida 24/02/1936 em Lisboa onde foi professora do liceu cc Ruben Proença de Freitas, filho do médico Dr. Egas de Freitas Ribeiro e de Maria Augusta Gouveia Proença c.g.

6) Maria da Conceição H G e Sousa, licenciada em direito nascida em Câmara de Lobos a 18/08/1912 com o médico Salema de Amboim Gomes de Andrade, nascido a 15/05/1909 na freguesia de Figueró da Granja- Fornos de Algodres c.g.

6) Vasco H.G. e Sousa, licenciado em Ciências Ecónomicas e Financeiras, exerceu as funções de Vice-presidente da Câmara do Funchal. Nascido a 14/09/1915 na freguesia de Câmara de Lobos cc Conceição Lopes Pinto, nascida a 15/11/1923 em Lisboa c.g

6) Maria Henriqueta H. de G. e Sousa nascida a 23/12/1922, na freguesia de Câmara de Lobos cc Dr.Júlio Pereira Pires, nascido a 1606/1919 c.g.


5) D. Joana Batista Homem de Gouveia casou com Dr. Lu´s Alberto de Freitas. Tiveram:

6) Maria Isabel H. de G. Freitas c José Vicente Bettencourt, natural dos Açores c.g.

6) Goabriel Homem de Freitas cc D. Albertina Vidigal Neves de Castro c.g

6) Inês Homem de Freitas cc Dr. Domingos Drumond de Menezes de Jesus c.g.

6) Eng Agrono. Gilberto Homem de Freitas, oficial da ordem do Infante D. Henrique nasceu na freguesia de Santa Isabel, Lisboa a 16/9/1912 cc Lina Chiappe c.g.


§ 2

3) Manuel Homem de Gouveia tinha residência na Ribeira da Vaca casou na Ponta do Pargo com D. Lúcia Rosa da Câmara, tiveram entre outros:

3) Manuel Joaquim de Gouveia Juiz da paz e administrador interino do concelho do Porto Moniz (1893), baptizado na Ponta do Pargo a 25/11/1827 casou nessa freguesia com Inês Maria Madalena Ponte da Câmara, filha de rancisco Ponte da Câmara do Porto Moniz e de Maria Narcisa da Câmara da Ponta do Pargo, em titulo: Pontes da Câmara. Tiveram:

4) Elias Homem de Gouveia, que segue

5) D. Inês Maria de Gouveia casou com Agostinho de Albuquerque Carvalhal de França, em tituçlo: Freitas da Madalena. Tiveram:

6)D Amélia Albuquerque Carvalhal e França cc com Mário Raul Soares, foi grande protector dos pobres , tendo exercido a sua acção benéfica dentro das conferências de S. Vicente de Paula de Santa Maria e da Sé, onde era presidente, bem como da associação de estudantes pobres…tiveram:

7)Miguel Eduardi de Albuquerque França Carvalhal Soares c Maria Bogalho Sarmento de Figueiredo c.g.

6) D. Inês Albuquerque carvalhal França cc José Moura Caldeira cg.

6) D. Maria Inês A. C. de Moura Caldeira casou com o Dr. João Abel de Freitas, último Governador do Distrito Autonomo do Funchal, após a sua morte e por subscrição pública foi-lhe levantado um busto em bronze da autoria do escultor Leopoldo de Almeida, no jardim a norte do palécio de São Lourenço ( Avenida Arriaga)…


4) Elias Homem de Gouveia Proprietário no Porto Moniz e no Funchal ( Santa Luzia), nasceu nsa Achadas da Cruz a 14/05/1848 e faleceu na Ponta do Pargo a 14/05/1944. Era presidente da Cãmar Municipal do Porto Moniz aquando da Epidemia de 20 de Março de 1884 Foi administrador do Concelho em 1887. Foi agraciado pelo rei D. Carlos com o grau de Cavaleiro da Ordem de Cristo.Veio a casar em 1881 com Maria Fortunata Coito. Tiveram:

5) Eng. Américo Homem de Gouveia Combatente voluntário na 1ª Grande Guerra com a patente de Alferes Miliciano. Embarcou para Angola onde foi presidente da Junta de exportação de Angola e da associação Comercial de Luanda. Passados 25 anos voltou aá sua terra- Porto Moniz- onde foi Presidente da Câmara. No seu mandato foi responsável pela promoção da construção das famosas piscinas naturais do Porto Moniz, sendo que a principal artéria que liga o centro ás piscinas tem o seu nome… casou com sua sobrinha Maria Estela Homem de Gouveia. Tievram entre outros:

6)Eng. Alexandre Homem de Gouveia cc Maria Fernanda Matos Dinis Henriques

6)D Estela Augusta Homem de Gouveia c Dr. António Sebastião Martins de Barros


5) Luciano Homem de Gouveia § 3

5) D. Carmelita Homem de Gouveia cc Dr. João Cosme de França Barreto, nscido em1874 no Porto Moniz onde era grande proprietário e onde exercia a sua actividade médico. Fez importantes legados á Santa casa da Misericórdia do Funchal. Bem como um quarto pago no Hospital do Funchal para os cidadãos da sua Terra . Por tudo isto uma artéria importante do Porto Moniz recebeu o seu nome s.g.

5) D. Dulce Cândida Homem de Gouveia cc Fernão Perestrelo Favila Vieira c.g.

5) D. Alda Batista Homem de Gouveia cc Prof. Francisco dos Anjos França natural do Porto Moniz, filho de Manuel Luís de França e de Maria Rosa Correia. Tiveram:


6) Herálio da Conceição Gouveia de França. Dedicou-se á indústria Petrolífera, sendo em 1983 presidente da Comissão de Energia da Confederação da Indústria Portuguesa. Anteriormente em 1976 tinha sido presidente do Centro Cívico e cultural do Cobre de Cascais. Foi sócio de grémio literário de Lisboa e da sociedade de geografia…casou com Ana Maria Delgado Migueis

6)Mécia Maria Gouveia de França casou com Dr. Vasco Reis Gonçalves, Presidente da Câmara Municipal, vogal da comissão distrital da ANP do Funchal. Foi s´cio-correspondente da Sociedade de Ciências médicas de Lisboa…

6)Lídia Alda Gouveia França casou com Herculano Rogério Andrade Gomes, por quem descende o actual presidente da delegação da ordem dos médicos na região…

6)Maria Ferananda Gouveia de França cc Tenete-coronel Jóse Afonso c.g.


5) D. Fernanda Homem de Gouveia cc Dr. Vasco Augusto França, aos 80 anos foi-lhe prestada uma homenagem pela câmara Municipal da Ponta do Pargo descerrando-lhe uma placa com o seu nome, bem como a rua que fica logo a entrada da Ponta do Pargo. filho de Manuel Augusto França, (filho primogénito do morgado Francisco freire de França e Almeida) e de Silvana Vilhena de Castro S.g.

5) D. Estela Homem de Gouveia cc João Estanislau Figueira de Freitas. Tiveram:

6)Maria Teresa Figueira de Freitas, exerceu as funções de directora regional dos assuntos culturais


§ 3

5) Luciano Homem de Gouveia casou em 19… com D. Maria Vera Pereira da Silva, filha de João Pereira da Silva e de D. Amélia Henriqueta de Freitas, esta filha de Manuel Lúcio de Freitas e de Columba Henriqueta. Tiveram:

6) Hélvio Carlos Homem de Gouveia casou em Lisboa com D. Lídia Saraiva de Sá Oliveira, filha do Dr. António Joaquim de Sá Oliveira e de Laura Saraiva. Tiveram:

7) António Luciano de Sá Homem de Gouveia, exerceu as funções de Comandante da Fragata Sagres entre 1982-1986, actualmente é Secretério-Geral Adjunto da UCCLA…

6) Od´rio Homem de Gouveia casou com D. Ângela Teresa Borges Gonçalves. Tiveram:

7) João Luciano Gonçalves Homem de Gouveia, deputado pelo PP na Assembleia Regional cc Heinonen Rodrigues de Sousa c.g

6) Elso Homem de Gouveia casou em Lisboa com Maria Teresa Morais Sarmento Rodrigues cg.

http://www.geneall.net/site/home.php

Curiosidades Ponta do Pargo

  • O maior comprimento da Madeira é da Ponta de São Lourenço à Ponta do Pargo - 58 Km.
  • Entrou em funcionamento o Farol da Ponta do Pargo a 5 de Junho de 1922.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Em breve serão dados os primeiros passos do processo de beatificação referente à irmã Dulcínia Jesus Pereira, nascida na Ponta do Pargo

Beatificação de religiosa segue para Roma
Concluída ontem a 1.ª fase do processo de beatificação da irmã Maria do Monte Pereira
Data: 19-12-2008

Uma missa presidida pelo bispo do Funchal, D. António Carrilho, antecedeu, ontem à tarde na Casa de Saúde Câmara Pestana, o encerramento da fase diocesana no processo de beatificação e canonização da religiosa madeirense irmã Maria do Monte Pereira. Numa data que marca os 45 anos do falecimento da religiosa pertencente à congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus.

O processo, que teve início em 4 Março de 2006 e incluiu 44 sessões, 38 testemunhas e um total de 2.400 páginas, teve como juiz delegado o padre Marcos Gonçalves. Agora segue para Roma, onde será sujeito a uma análise pela Congregação para as Causas dos Santos.

O bispo do Funchal, que pela primeira vez presidiu a um processo de beatificação e canonização, destacou a importância do momento para a diocese do Funchal. D. António Carrilho diz que "a fama de santidade e as virtudes que se reconhecem com uma certa heroicidade alegram a Igreja", uma vez que "estas são virtudes que podem apresentar o verdadeiro rosto da Igreja".

A cerimónia de ontem contou com a presença de familiares da irmã Maria do Monte Pereira, nomeadamente sobrinhos. A religiosa nasceu em Santo António, no Funchal, a 10 de Abril de 1897, tendo falecido a 18 de Dezembro de 1963 na Casa de Saúde Câmara Pestana, onde se dedicou durante largos anos a cuidar dos doentes. A irmã Maria do Monte é a primeira portuguesa da sua congregação a ser alvo do processo de beatificação. Em breve serão dados os primeiros passos de outro processo referente à irmã Dulcínia Jesus Pereira, nascida na Ponta do Pargo e falecida no Brasil.


Nélio Gomes

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

A palavra é uma pessoa

O Natal é a memória do Nascimento de Jesus. Depois da Sua morte e ressurreição, os primeiros cristãos procuraram aprofundar e compreender o que é que Jesus Cristo significava na história religiosa do Povo de Israel e na história de toda a Humanidade. O apóstolo São João diz que Ele é o Logos, isto é, a Palavra eterna de Deus, proclamada de forma definitiva e em linguagem humana: "E o Verbo fez-Se carne e habitou entre nós." (Jo. 1,14)


Os crentes de Israel conheciam há muito a força da Palavra de Deus: ela foi criadora, porque para criar a Deus bastava dizer, pronunciar a Palavra; ela interpretou acontecimentos e desvendou o sentido profundo da História, quando revestiu a forma da palavra profética; ela abriu para o segredo da intimidade de Deus, porque Deus disse-Se a Si Mesmo. Mas não tinham percebido que a Palavra divina era pessoa.
Esta é uma das surpresas do nascimento de Jesus. Compreendemos facilmente que as pessoas falem; mas a identificação entre a Palavra e a Pessoa é uma surpresa maravilhosa. Há momentos da nossa vida em que tocamos essa densidade de nos identificarmos com a nossa palavra, por exemplo, numa palavra de amor, sincera e comprometida. Quanto menos a pessoa se identifica com a palavra que pronuncia, menos significativa ela é, porque revela apenas uma parte de si mesma. Deus diz-Se todo em cada palavra que pronuncia; a Palavra revela-O totalmente e tem o Seu poder de criar, de amar, de nos conduzir à Verdade. Se Deus fala, a sua Palavra só pode ser a Pessoa divina.
O facto de a Palavra se identificar com a Pessoa transforma a maneira de escutar. Não é a mesma coisa escutar uma ideia, que eu posso rejeitar ou discutir, e confrontar-me com alguém que se expõe totalmente em atitude de amor. Rejeitar essa pessoa é mais grave do que rejeitar uma ideia.
Cristo, Palavra eterna de Deus, expôs-se totalmente aos homens com o dom total da própria vida. Eu posso, porventura, discutir o Evangelho como doutrina; mas rejeitar Jesus Cristo que me atrai na radicalidade do dom da sua vida por mim é mais difícil e mais grave quando acontece. Foi a experiência de Paulo na Estrada de Damasco.
Cristo não é só um profeta que falou; Ele é, para sempre, a Palavra que é preciso escutar, num encontro de fé e de amor. Escutá-l’O abre espontaneamente ao amor, ao compromisso, é como se nascêssemos de novo. Todas as palavras que disse, todas as palavras que se disseram sobre Ele só são importantes se nos levarem ao encontro com Ele, que é a Palavra. E esse encontro gera em nós o desejo de nos identificarmos com as palavras que dizemos, é um desafio de verdade e de autenticidade. O testemunho cristão, palavra escrita com a vida, foi ao longo dos séculos o momento em que os que escutaram a Palavra que Cristo é se identificaram com a palavra que testemunham e que exprime a sua vida. Não é por acaso que o testemunho mais eloquente foi o martírio.
No Natal somos convidados a meditar sobre a nossa relação com as palavras, as que dizemos e as que escutamos.

Feriados e pontes: calendário para 2009

por Visão - 05 Dez 2008




Em 2009, apenas quatro dos 14 feriados nacionais calham ao fim-de-semana (um deles, o Domingo de Páscoa, calha sempre, o que dá, apenas, três feriados «falhados»…). Existem cinco pontes possíveis e quatro fins-de-semana prolongados. Ao 10 de Junho, dia de Portugal, único feriado que calha à quarta-feira, junta-se o feriado móvel do Corpo de Deus, a 11. Com a ponte, é quase uma semana de férias! Dos 365 dias, e se juntarmos o período legal de férias, teremos, incluindo os fins-de-semana, tolerâncias de ponto (véspera de Natal, Páscoa e Carnaval) e os feriados municipais, 137 dias de descanso. Os concelhos, como é o caso de Lisboa (13 de Junho), em que o feriado municipal calha ao fim-de-semana, terão menos um dia de sorte…
Segundo declarou ao Jornal de Notícias o professor Luís Bento, da Universidade Autónoma, o efeito de tantos feriados na Economia pode ser de 1% do PIB e de 1,6 mil milhões de euros de perda. Outros especialistas costumam lembrar, porém, os efeitos benéficos para o comércio, o turismo, a restauração e a hotelaria destas folgas, o que pode animar a economia e compensar outras perdas de produtividade. Como sempre, os economistas dividem-se em duas doutrinas - e os portugueses desdobram-se em pontes!
É a seguinte a lista de feriados:
Janeiro
1, Dia de Ano Novo (Civil e religioso): Ponte
Fevereiro
24, Carnaval (tolerância de ponto): Ponte
Abril
10, Sexta-feira Santa (Religioso): Fim-de-semana prolongado
12 Domingo de Páscoa (Religioso)
25, Dia da Liberdade (Civil, comemora a revolução de 1974): Sábado
Maio
1, Dia do Trabalhador (Civil): Sexta-feira, fim-de-semana prolongado
Junho
10, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades (Civil, 428 anos da morte de Luís de Camões): Quarta-feira
11, Corpo de Deus (Religioso, móvel): Quinta-feira, ponte
Agosto
15, Assunção de Nossa Senhora (Religioso): Sábado
Outubro
5, Implantação da República (Civil, comemora a revolução de 1910): Segunda-feira, fim-de-semana prolongado
Novembro
1, Dia de Todos os Santos (Religioso): Domingo
Dezembro
1, Restauração da Independência (Civil, comemora a revolução de 1640): Terça-feira, ponte
8, Imaculada Conceição (Religioso): Terça-feira, ponte
25, Natal (Religioso – nascimento de Cristo): Sexta-feira, fim-de-semana prolongado

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

domingo, 21 de dezembro de 2008

FACTOS E PERSONALIDADES



EU JÁ VOTEI!
E VOCÊ?

CONCURSO DE LAPINHAS NA PONTA DO PARGO

A vivência do Natal na nossa região mostra-se ainda pelas tradicionais Lapinhas feitas em casa ou nas instituições. Um exemplo é o concurso promovido pelas entidades locais da freguesia da Ponta do Pargo e que este ano celebra o 10.º aniversário.“É uma aposta para recordar aos mais novos o que de mais genuíno existe na nossa terra, num diálogo intergeracional, entre avós e netos, com a colaboração de muita gente”, disse ao JM Gilberto Garrido, membro da Casa do Povo local e presidente da Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo. O “concurso das lapinhas” leva também os autarcas do concelho às casas das pessoas para apreciarem in loco os trabalhos que receberão prémios no Dia de Reis, com o apoio de vários patrocinadores.
Fonte: JM

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

UMA TRADIÇÃO DE NATAL NA MADEIRA

É no Natal que se cumprem as mais belas tradições de todo um ano que vivemos!
Desde os bolos, os doces, as tartes, os licores, até aos mais imaginários sabores e iguarias, que nos fazem crescer água na boca!
Sendo o Natal, a época mais festiva do ano, é tradição na ilha da Madeira: a matança do porco!
Assim, entre os dias 8 a 23 de Dezembro, as famílias reúnem-se para a tão esperada hora.
Costuma ser de madrugada que o porco é morto. Juntam-se os homens mais corajosos e dirigem-se até ao chiqueiro – local onde o dito cujo permanece. Começa-se por prender as patas do porco a umas cordas e traz-se o mesmo para o local onde será efectuada a matança. Frequentemente, este local encontra-se nas traseiras da moradia e, de preferência, onde haja água abundante.
O porco é deitado no chão, é-lhe espetada uma faca no pescoço e o sangue é recolhido para, em seguida, ser misturado com cebola, salsa e sal. O mesmo sangue poderá ser frito ou cozido dependendo dos gostos de cada um.
Enquanto as mulheres da casa vão servindo aos homens o vinho e o sangue (em forma de aperitivo), estes últimos queimam a pele do porco com o chamado “maçarico”, rapam-na e, por fim, lavam-na com água.
Após estes afazeres, o porco é pendurado na loja e é aberto com uma faca. De seguida, são retirados todos os seus órgãos, nomeadamente os rins, o fígado, as tripas e coloca-se dentro do porco um pau de louro para que a carne arrefeça e ao mesmo tempo fique dura.
As mulheres encarregam-se de lavar as tripas, para mais tarde fazer os enchidos que são compostos pelos seguintes “recheios”: carne, arroz, salsa, especiarias, cebola e pimenta. Entretanto, o porco é picado em partes e algumas dessas mesmas são salgadas. Através da gordura do porco será feita a banha e os torresmos que, por sua vez, serão indispensáveis no bom sabor da comida!
Parte da carne é preparada com alho, segurelha, sal, pimenta e vinagre q.b. – esta é a chamada “carne de vinho e alhos” que servirá de prato típico na Ceia de Natal!
É assim o Natal na Madeira: reúnem-se as famílias, provam-se os pratos, saboreiam-se as guloseimas e vive-se um Natal feliz junto de quem mais amamos!

Maria Filomena Correia _ Turma do Ensino Recorrente da Escola da Fajã da Ovelha

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Actuação do Grupo Instrumental e de Cantigas Norte a Sul da Casa do Povo da Ponta do Pargo na Festa dos Idosos




ADC PONTA DO PARGO OFERECE ROUPA

A Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo associa-se, hoje, à festa da Escola Básica da Ponta do Pargo.

O Clube local irá oferecer a todas as crianças várias peças de roupa. Estas foram oferecidas por diversas lojas da cidade do Funchal.

Na segunda-feira das 15h00 até as 18h00 será distribuidas roupas no Ginásio do Centro Cívico aquelas crianças que não recebem na Escola da Ponta do Pargo, nomeadamente aos alunos da Escola Básica 1/2/3/PE Prof. Francisco Barreto.

BLOG DO DIA

O Ponta do Pargo News é novamente eleito pelo Jornal da Madeira como blog do dia (18-12-2008). Recordamos que este blog ja foi eleito blog do dia já 3 vezes pelo Jornal da Madeira e 1 vez por um site na internet.


Descrição JM


Blog e sites do dia


http://pontadopargonews.blogspot.com
A Ponta do Pargo também está em blog. Se que saber mais sobre esta freguesia do Concelho da Calheta, visite este diário digital e fique a par do que lá se passa. Não se esqueça de ver as fotos.




http://www.theworldwidegourmet.com
Para quem tem de pensar todos os dias no que vai cozinhar para o almoço e jantar é natural que as ideias se comecem a esgotar. Aqui pode pesquisar as iguarias por país ou por ingrediente e, o melhor, é que pode aprender mais sobre as tradições gastronómicas de cada região. Visite a secção destinada a Singapura e delicie-se!

http://www.xihalife.com
Maioritariamente destinado a pessoas que vivam fora do seu país natal, a rede social XIHA aposta em funcionalidades que a distinguem das demais redes sociais existentes. O projecto de origem finlandesa assenta em tecnologia de filtragem e reconhecimento de línguas.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Convite para sábado, dia 20, 19 horas - Cinema no Centro Cívico - UM CASAMENTO QUASE PERFEITO

SINOPSE
Com uma magnífica banda sonora que inclui temas dos The Police, David Bowie, The Smiths e com a participação de actores como Steve Buscemi, Jon Lovitz e Billy Idol, na mais divertida representaçao que alguma vez fizeram, esta será, sem dúvida, uma comédia inesquecível.
Robbie Hart (Adam Sandler) era o mais famoso dos animadores de casamentos, até ao dia em que é abandonado no altar do seu casamento.

Despedaçado, transforma-se no mais desastrado dos animadores tornando qualquer casamento no pior dos pesadelos.

Durante uma das festas em que participava conhece uma servente, Julia, e quando parecia ter encontrado a solução para os seus problemas, eis que surge outro problema, Julia está prestes a casar-se.
Robbie tem agora um novo alento, encontrar um bom argumento para convencer Julia a desistir de casar.

Afinal, quando menos esperar, ele poderá encontrar um Casamento Quase Perfeito.


Realizador:
Frank Coraci
Actores:
Adam Sandler
Allen Covert
Christine Taylor
Drew Barrymore
Ellen Albertini Dow
Matthew Glave Título Original: The Wedding Singer
País: EUA
Género:
Comédia
Romance
Classificação: M/12
Duração: 93 mins approx.

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

UMA FRASE QUE NINGUÉM SE DEVE ESQUEÇER

"Uma pessoa pode viver na Ponta do Pargo, ter amor à sua terra, e mesmo assim subir na vida"

Nuno Homem Costa, na homenagem ao Cónego Homem de Gouveia - 15-12-08

Ponta do Pargo 'solicita" busto do Cónego Homem de Gouveia


Madeira
Ponta do Pargo 'exige' busto do Cónego Homem de Gouveia
Data: 16-12-2008

Apesar da chuva e do muito vento, cumpriu-se na tarde de ontem a homenagem ao Cónego Homem de Gouveia, junto à placa evocativa do mesmo, existente no largo da igreja paroquial da Ponta do Pargo. Autarcas e dirigentes locais, assim como os alunos e professores da Escola do Salão, não arredaram pé face à intempérie que entretanto se abatera nesta localidade do extremo Oeste da Ilha. Mesmo perante as condições atmosféricas adversas, todos prestaram a sua singela homenagem à ilustre figura da freguesia da Ponta do Pargo, tendo depositado um ramo de flores em memória do mesmo. Na oportunidade ficou o desejo expresso de futuramente ver ali erguido um busto em memória do homenageado.

No acto público simbólico, alguns alunos leram um historial com os factos mais marcantes deste nobre orador e político que é uma das grandes figuras da freguesia, nascido a 15 de Dezembro de 1896, tendo falecido em 1961, já com 91 anos.

Gilberto Garrido, presidente da Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo, fez as 'honras da casa', dirigindo-se particularmente aos mais novos: "todos juntos conseguimos fazer mais pela freguesia".

O sobrinho/neto do homenageado, Nuno Homem da Costa, ex-comandante da PSP Madeira e actual presidente da Horários do Funchal, destacou a "recordação muito boa" das vivências do seu tempo de criança em que viveu com um "homem notável". "Uma pessoa pode viver na Ponta do Pargo, ter amor à sua terra, e mesmo assim subir na vida e ser alguém", concretizou.


Orlando Drumond

FONTE: DN

Ponta do Pargo presta tributo a Homem Gouveia





A freguesia da Ponta do Pargo orgulha-se de ostentar no seu seio ilustres figuras da governação e da cultura madeirense, como prova o tributo prestado ontem ao cónego António Homem de Gouveia, sacerdote diocesano, jornalista, político, professor e distinto poliglota.

O reconhecimento coincidiu com a data do seu nascimento, mas os seus promotores esperam continuá-la através de um busto, como referiu ao JM Gilberto Garrido, presidente da Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo e presidente da Assembleia da Casa do Povo.

Na cerimónia participaram ainda Maria Rosário Gouveia, presidente da Casa do Povo; João Guilhermino Gouveia, presidente da Junta de Freguesia local; José Luís de Sousa, presidente da Junta de Freguesia da Fajã da Ovelha; Homem Costa (familiar do homenageado e actual presidente do Conselho de Administração da horários do Funchal); um grupo de crianças da Escola Básica e alguns residentes
que testemunharam o acto com particular interesse.

FONTE: JM

Karaté- Luís Ascensão (ADC Ponta do Pargo), subiu ao Pódio no Campeonato Nacional

Luís Ascenção no Podium
Luís Ascenção com o seu treinador Alexandre Costa


segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Ponta do Pargo homenageou Cónego Homem de Gouveia

Freguesia pede busto para perpétuar a memória da figura ilustre
Data: 15-12-2008

Apesar da muita chuva e vento, a freguesia da Ponta do Pargo, através da Junta, Casa do Povo, Associação Desportiva e Cultural e Escola do Salão, homenagearam esta tarde o Cónego Homem de Gouveia, um distinto orador e político que viveu entre 1869 e 1961.

Na oportunidade as 'forças vivas' deixaram expresso o desejo de ver ali concretizado futruramente um busto em memória do distinto 'filho da terra'.


OD

Fonte: DN

Homenagem ao Cónego Homem de Gouveia











Decorreu durante esta tarde uma homenagem ao Cónego Homem de Gouveia.
Biografia de Cónego Homem de Gouveia
Cónego da Sé do Funchal, orador, professor, jornalista e poliglota, nasceu na freguesia da Ponta do Pargo, Sítio do Salão, em 15 de Dezembro de 1869, sendo filho de António Homem de Gouveia e de D. Josefina Maria de Gouveia, n. p. de António Homem de Gouveia e de D. Maria Antónia de Jesus, em t.º de Pontes de Gouveia, n.m. do morgado Manuel de Ponte de Gouveia e de D. Maria de Gouveia.Cursou o seminário desta diocese e ordenou-se presbítero a 23 de Setembro de 1893. No princípio da sua carreira sacerdotal exerceu o papel de cura do Porto Santo, vigário da Boaventura, mestre de cerimónia da Sé Catedral, Capelão da Sé da Santa Casa da Misericórdia, sendo em 30 de Novembro de 1899, despachado por carta régia, cónego da Sé do Funchal. Desempenhou as funções de escrivão da Câmara Eclesiástica, inquiridor dos bens pontifícios, examinador pró-sinadal e exerceu diversas comissões de serviços públicos como sejam: o cargo de Presidente da Junta Geral do Distrito, deputado da Nação, nas sessões legislativas de 1905 a 1906, de 1906 a 1907, e provedor da Santa Casa da Misericórdia. Foi professor do Seminário, do Liceu e da Escola Industrial e Comercial do Funchal, e funcionário do Museu Municipal. Em 1952 ofereceu à Junta Geral (biblioteca da estação agrária) algumas obras valiosas sobre assuntos da história natural do nosso arquipélago. Foi um dos poliglotas mais distintos da Madeira, falando correctamente várias línguas, nomeadamente a Espanhola, a Italiana, a Francesa, a Inglesa e a Alemã.No campo literário, os assuntos que preferia versar eram. Estudos Sociais, Religiosos e Políticos.Foi um dos fundadores do primeiro Diário Católico do Funchal “O Correio do Funchal”.Como jornalista, colaborou em vários jornais, sustentando várias polémicas que despertaram grande interesse. Proferiu várias conferências nesta cidade. Foi capelão e amigo do ex-Imperador Carlos da Áustria, e de sua mulher, a Imperatriz Zita, quando os antigos soberanos viveram exilados com seus filhos na Madeira, após a primeira Grande Guerra Mundial (1914 – 1918).Escreveu e publicou: “A Escravidão da Igreja em Portugal”, discurso proferido na câmara dos deputados na sessão de 5 de Maio de 1905. “Necessidade do descanso dominical”, discurso proferido na Câmara dos Deputados na sessão de 6 de Fevereiro de 1907. “A Situação da Madeira” discurso proferido na câmara dos deputados na sessão de 19 de Fevereiro de 1907. “O Imperador Carlos”, Lisboa, 1922. Possuía a seguinte condecoração: “Proeclesia et Pontífice” pela Santa Sé. Faleceu no Funchal, no dia 29 de Julho de 1961 com 91 anos de idade. (in Registo Bio-Bibliográfico de Madeirenses sécs. XIX e XX de Luiz Peter Clode, edição Caixa Económica do Funchal, 1983, pp. 240-241)

Compartir - Madeira - Colombia

Desde hace 3 años el Sr. Gilberto Garrido de la isla Madeira (Portugal) ha establecido contacto conmigo a través de este maravilloso medio y con frecuencia me envía invitaciones y hermosos escritos que ya compartí contigo en una ocasión, titulado Fragilidades, en portugués claro y así lo publique.

En esta ocasión te comparto su invitación.

Centro Cívico da Ponta do Pargo

De 16 de Outubro a 21 Dezembro 2008


Exposição: Madeira em tradição


Organização:

Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo

Museu Etnográfico da Madeira – DRAC

Exposição resultante de um Concurso de Fotografia, sob a temática do património cultural tradicional, lançado pela a Escola Básica e Secundária Padre Manuel Álvares, a todos os Estabelecimentos de Ensino da Região, com os seguintes objectivos:

- Sensibilizar os mais jovens para a defesa, preservação e valorização do património cultural tradicional;

- Criar e consolidar o gosto pela fotografia; promover a fotografia criativa.

Apoios:

Junta de Freguesia da Ponta do Pargo
Casa do Povo da Ponta do Pargo
Câmara Municipal da Calheta

Ponta do Pargo News



Agradezco infinitamente sus finas atenciones y espero que tu que también me lees a través del Internet los martes y viernes, en diferentes países, puedas hacer extensiva la invitación y si van le haces llegar mis saludos y agradecimiento.

Al mismo tiempo me pongo a tus órdenes de igual forma para compartir lo que tienes a tu alrededor, como lo hace el Sr. Garrido.

Me he dado cuenta de que solo somos un medio de dar y compartir, de apoyarnos mutuamente, conoces mi línea y sobre de esa continuar, siempre y cuando sea para resaltar la condición humana, algo que nos pueda ayudar a crecer mutuamente.

Cada uno esta viviendo sus propias experiencias y cada quien tiene su propia forma de manejarlas. Yo solo te comparto lo que yo he vivido, visto, percibido y las herramientas que he utilizado sin ningún afán.

Muchas gracias y gracias por acompañarme en mi constante “Vivir así”

Isabel Valencia. mistica@ucol.mx Tel. 3 30 35 30 y 3 1 3 15 39.

Karaté- Luís Ascensão (ADC Ponta do Pargo), subiu ao Pódio no Campeonato Nacional

Karaté - Campeonatos Nacionais
Medalhas 'natalícias'
Liliana Félix e Cátia Rodrigues são as novas campeãs nacionais de sub-21.
Data: 15-12-2008 DN

Duas medalhas de ouro e outras tantas de bronze foi o resultado da prestação dos karatekas madeirenses nos Campeonatos Nacionais de Cadetes, Juniores e Sub-21, que terminaram sábado em Santo Tirso.

Na categoria de -60 kg, Liliana Félix (CS Marítimo) foi a grande vencedora da prova, o mesmo acontecendo com Cátia Rodrigues (Clube de Karaté do Caniço), no escalão de -53 kg.

Ao pódio subiram também, para receber a medalha de bronze, Luís Ascensão (ADC Ponta do Pargo), em -78 kg, e Luís Gonçalves (Clube de Karaté do Caniço), em -70 kg.

Estas classificações foram obtidas em kumité e embora tenha havido madeirenses em kata, nos escalão de Cadetes, os resultados não foram muito significativos.

Ontem, Liliana Félix, Cátia Rodrigues, Luís Gonçalves e Luís Ascensão, curiosamente os karatekas medalhados, participaram num treino da selecção nacional, que foi promovido pela Federação Portuguesa de Karaté, também em Santo Tirso.

Arbitragem representada Não foram só os resultados alcançados que projectaram o nome da Região em Santo Tirso. Pela primeira vez, a arbitragem esteve representada ao mais alto nível, com cinco juízes a viajarem até ao Norte. Foram eles: Ismael Fernandes, Jorge Freitas, Samuel Chícharo, Ricardo Gomes e Carla Graça.

Para além do mais, o dirigente da AKRAM destaca: "O trabalho desenvolvido durante estes anos começa a dar os seus frutos e é de referir que, hoje em dia, o karaté madeirense pode ombrear com o praticado ao nível nacional".

Isto resulta também "das apostas que a AKRAM tem feito, pondo atletas a competir em torneios internacionais, que se têm revelado muito úteis para a respectiva evolução", realçou Ismael Fernandes.

A Associação de Karaté da RAM conta já com 15 clubes filiados, os quais movimentam regularmente algumas centenas de atletas.


Carlos Alberto Moniz

domingo, 14 de dezembro de 2008

Avalanche Liberty Bike 2008


Da Ponta do Pargo participam 3 atletas inscritos até a data, que sao:
- Daniel Pereira Pombo (Ribeira da Vaca) e é um dos elementos da organização com o dorsal Numero 2

- Marcio Ferreira ( Salão de Cima)
- Emanuel Pombo (Ribeira da Vaca) atleta convidado pela organização e Numero 1

Membros da Organização
Daniel Pereira Pombo - 967991622
Ricardo Andrade - 962957310

Ponta do Pargo continua imbatível

Na 1.ª divisão feminina, o Ponta do Pargo obteve novo triunfo na condição de visitante. Depois de a meio da semana ter ganho, na Ribeira Brava, à ACD São João (4-2), ontem novo triunfo por idêntica marca, no “Rafael Gomes”, à ACM Madeira. Fu Yu, com três vitórias (duas em singulares e uma de pares) e Carina Jonsson (participou no par e venceu um singular) deram a 5.ª vitória em outros tantos jogos à equipa da zona Oeste. Pelas acemistas, Huang Lei e Helena Alas venceram, cada qual, um jogo. No topo da tabela, o campeão Mirandela comanda, também invicto, enquanto a oposição surge apenas por parte do Ponta do Pargo. ACM Madeira com duas derrotas em quatro jogos, CD Garachico e São João com três (mas em seis jogos) seguem os dois primeiros... à distância.

Fonte: JM

Ponta do Pargo vai ter 5 estrelas


O empresário Michael Nascimento, nascido em Inglaterra, mas filho de um madeirense a residir no Reino Unido há 32 anos, vai investir numa unidade hoteleira de cinco estrelas na Calheta, junto ao Campo de Golfe da Calheta, que surgirá na Ponta do Pargo e que está em fase de concepção do projecto (entregue à empresa inglesa “Nickfaldo Design”).
Dono da Propertie Brookers, que trabalha na venda e gestão de propriedades em todo o mundo, e que conta na carteira de clientes com personalidades como Alex Ferguson, o emblemático treinador do Manchester United e de Cristiano Ronaldio que o empresário admite um dia poder vir a enriquecer o seu portfólio, prepara-se para regressar à Madeira em Janeiro para fechar o negócio de compra do terreno. Um regresso onde, adiantou, virá acompanhado de um solicitador e de um investidor que também irá entrar no negócio.
Além de investidores dos mercados tradicionais, conta com outros de países emergentes como a Índia, o Dubai e do leste da Europa.
Segundo revelou por estes dias em que esteve na Madeira, a unidade que pretende fazer na Ponta do Pargo será um investimento de 20 milhões de euros, entre a compra e edificação da unidade de 150 quartos.
A sua intenção é começar os trabalhos no terreno de 4.000 m2 em 2010 e ter o hotel concluído no Verão de 2011. A gestão da unidade irá entregar a uma das grandes cadeias hoteleiras internacionais, inclinando-se, neste momento, para o grupo proprietário do Savoy de Londres, a Fairmont Hotels & Resorts. Mas admite que possa inclinar-se para outros como a Marriott.
Michael Nascimento acredita que a Ponta do Pargo tem um grande potencial para o desenvolvimento da hotelaria e que, conjugado com o golfe, irá permitir atrair ainda mais turistas para o destino Madeira.




Paulo Alexandre Camacho

Fonte: JM

sábado, 13 de dezembro de 2008

FESTAS FELIZES

A,C.M. MADEIRA - A.D.C. PONTA DO PARGO : 2 - 4

Resultados da 1ª Divisão Feminina

8ª Jornada



A,C.M. MADEIRA-A.D.C. PONTA DO PARGO :2 - 4
Huang Lei- Carina Jonsson3-0(11-6, 11-5 e 11-4)
Joana Gonçalves- Fu Yu0-3(3-11, 6-11 e 6-11)
Helena Halas- Ana Cristina Neves3-2(9-11, 11-4, 11-8, 7-11 e 15-13)
Huang L./Helena A.- Fu Yu/Carina Jonsson1-3(6-11, 11-9, 3-11 e 7-11)
Huang Lei- Fu Yu1-3 (9-11, 12-14, 11-4 e 4-11)
Helena Alas- Carina Jonsson1-3 (3-11, 3-11, 11-8 e 9-11)


Este encontro foi dirigido pelo árbitro madeirense Roberto Baptista.

Juncal (Açores) e Sporting na Ponta do Pargo

A equipa JUNCAL (Açores) esteve a semana passada instalada na Ponta do Pargo. Esta semana é a vez do Sporting de estar instalado na Ponta do Pargo, precisamente na Residencial O Farol.

SPORTING C. DE PORTUGAL (em masculinos) na Ponta do Pargo

Actividade Nacional para o fim de semana

CAMPEONATOS NACIONAIS


1ª DIVISÃO MASCULINA – 1ª FASE


10ª jornada


Domingo (2008/12/14) às 10.00 horas:


A.D.C. PONTA DO PARGO – SPORTING C. DE PORTUGAL
Local: Ginásio do Centro Cívico da Ponta do Pargo
Árbitro: João Gouveia

ANO NOVO, VIDA NOVA

Aproxima-se um novo ano: 2009.

Como se diz ANO NOVO, VIDA NOVA o Ponta do Pargo News desafia os nossos visitantes a comentarem este post com o que não gostam neste blog. Para que em 2009 tentemos melhorar o que os nossos visitantes não gostam. Aceitamos comentários anónimos.

Comente com o que não gosta neste blog.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

PARA TODOS OS NOSSOS VISITANTES


FOTOS DA ACTUAÇÃO DO GRUPO INSTRUMENTAL E DE CANTIGAS NORTE A SUL NA BOAVENTURA (07.12.08)







BOAS FESTAS


A Casa do Povo da Ponta do Pargo e o Grupo Instrumental e de Cantigas Norte a Sul deseja a todos umas Boas Festas, um Feliz Natal e também um Bom Ano Novo repleto de saúde, paz e alegria.


BOAS FESTAS

Celina de Sousa, residente na Lombada Velha, Ponta do Pargo - recebe distinção!

Celina de Sousa, directora-geral do Hotel Jardim do Atlântico, na Madeira, foi distinguida pelas acções desenvolvidas na promoção e direcção do hotel, principalmente pelas várias iniciativas ligadas à preservação ambiental e divulgação do património natural e cultural da Madeira.
“Homem de Marketing 2008” é a designação do prémio atribuído pela Tribuna da Madeira que, notoriamente, pela primeira vez distinguiu uma mulher. Celina de Sousa foi distinguida pelo seu trabalho à frente do Hotel Jardim Atlântico, quatro estrelas na Calheta/Prazeres, onde tem vindo a implementar e promover uma série de iniciativas que têm catapultado a notoriedade da unidade, para além de promoverem a preservação ambiental e a divulgação das valências naturais e culturais da ilha, sempre em iniciativas pioneiras, na Madeira e não só. São exemplo disso a certificação ambiental ISO 14001 pela SGS logo em 2002 (a primeira na Madeira), a certificação Eco-Hotel da TUV Rheinland em 2003 (primeiro hotel no país), ou a obtenção do Rótulo Ecológico Europeu, no que foi o primeiro hotel na Península Ibérica. No ano passado, 2007, o Jardim Atlântico foi ainda o primeiro hotel a obter o certificado Líder A, pelo Sistema Português de Avaliação da sustentabilidade. Mais recentemente o hotel foi seleccionado para obter a certificação “Biosphere Hotel”, do Instituto de Turismo Responsável, instituição espanhola associada à UNESCO e à OMT. E nos últimos anos recebeu nada menos que 28 distinções internacionais de associações ambientalistas e de operadores turísticos.
Para além destas distinções ambientais, Celina de Sousa tem promovido no Jardim Atlântico acções como palestras quinzenais sobre o património natural da Madeira, e produtos e serviços para os hóspedes que potenciam o contacto e preservação desse património.
O Hotel Jardim Atlântico, situado a 36 quilómetros do Funchal e a 480 metros de altitude, com vista sobre o Atlântico, possui 89 apartamentos e 8 villas (198 camas no total), e equipamentos como piscina com serviço de bar, ginásio, sala de conferências, biblioteca, mini mercado, campo de ténis, centro de belaza e saúde, entre outros. Destaque para o restaurante Refúgio, com uma carta diversificada, mas especializado em comida vegetaria. Refira-se ainda que o hotel está decorado e mobilado em obediência aos princípios do “Feng-Shui”.
N.A.

GRUPO INSTRUMENTAL E DE CANTIGAS NORTE A SUL DA CASA DO POVO DA PONTA DO PARGO ANIMARÁ A FESTA DOS IDOSOS DO CONCELHO DA CALHETA

Realiza-se no próximo domingo, dia 14, uma festa-convívio com os Idosos do Concelho da Calheta no pavilhão dos Prazeres. No ano transacto estiveram presentes 1200 idosos.

O Grupo Instrumental e de Cantigas Norte a Sul estará presente a partir das 15h00. Em 2007 este grupo esteve presente mas com denominação e traje diferentes.

O Grupo está a preparar um repertório com o intuito de animar os diversos idosos presentes na festa.

Aspecto da logistica de 2007


Grupo Instrumental e de Cantares da Casa do Povo da Ponta do Pargo, 2007

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

APELO

A Casa do Povo da Ponta do Pargo, a Junta de Freguesia da Ponta do Pargo, a ADC Ponta do Pargo, o Ponta do Pargo News e a Escola Básica da Ponta do Pargo farão na próxima Segunda Feira uma homenagem ao Cónego Homem de Gouveia.

Esta homenagem terá início pelas 16h30 com a deslocação destas entidades ao largo com o nome de "LARGO CÓNEGO HOMEM DE GOUVEIA". Este largo localiza-se junta à Igreja Matriz da Ponta do Pargo.

Estas entidades pedem a presença de todos os interessados e da população local.

A outra face do Natal

Ceia de Natal, Confraternização. Troca de presentes. Festa de Ano Novo. Brinde. Beijos e abraços. Repleto de ritos sociais, o encerramento do ano é uma época que reforça o sentimento de solidão em muitos de nós. Até mesmo quem gosta de viver só durante o ano inteiro está sujeito a ser invadido por um desconforto inesperado ao perceber que não sabe com quem partilhar o peru de dia 24 ou o champanhe de dia 31. O golpe de solidão que chega com a última página do calendário não é exclusivo de quem está, literalmente, sozinho durante as datas festivas. Há aqueles que, no meio de ruidosos encontros familiares ou empresariais, mal conseguem disfarçar o mal-estar e a sensação de inadequação.

O Natal é um período consensualmente considerado de alegria e esperanças optimistas. Por norma é assim mas, para muitas pessoas, pode ser uma época muito triste e fazer-se acompanhar por sentimentos de solidão, desamparo e desânimo. A alegria, imposta pela sociedade, torna-se desconfortável para quem não consegue pôr de lado a angústia. O desgaste provocado pelo esforço em contemplar tudo e agradar a todos faz disparar os níveis de ansiedade numa escalada ascendente assim que surgem as primeiras propagandas de Natal e Ano Novo.
A “tristeza do Natal” é comum durante o frenesim de Dezembro ao fazermos balanços e projectos. Aquela que para muitos de nós é a época mais feliz do ano, para outros é precisamente o contrário. O Natal e os encontros de família podem transformar--se em momentos tristes e difíceis de suportar, especialmente se a pessoa já está deprimida. Paralelamente, nos meios de comunicação social é vendida urna mensagem que difere da realidade que a maioria das pessoas vive e sente, sobretudo num período de crise económica, desemprego, violência e incertezas em relação ao futuro. Não é raro ouvirmos comentários negativos em relação aos preparativos do Natal, traduzidas pelas célebres frases “Detesto o Natal” ou “Odeio quadras festivas”.
Muitas vezes, o sentimento de desamparo e desânimo é provocado por datas que nos trazem lembranças tristes, seja por perdas, como a de entes queridos, separações, desemprego ou doenças. Todos esses factos provocam o que podemos chamar de tristeza natural. Entristecer não é deprimir. É a consciencialização da situação ou condição que não aquela que gostaríamos que fosse, independentemente de ser ou não fantasiosa. Afinal, todo o ser humano tem momentos de tristeza, faz parte da vida.
Mas, na generalidade, a “tristeza do Natal” é sazonal, de duração breve, decorre durante alguns dias ou semanas e, em muitos casos, termina quando as férias acabam e quando se retorna à rotina quotidiana. O mais importante é permitir a si próprio estar triste ou saudoso. Esses são os sentimentos normais, particularmente na época do Natal.
Porém, mesmo para quem é difícil contornar esta quadra, é importante tomar consciência de que esse sentimento é mais comum do que se imagina e de que há formas de superar a tristeza e angústia, e readquirir, pelo menos em parte, o espírito natalício. Deixar de lado projectos “extraordinários”, propor-se objectivos realísticos, organizar o próprio tempo, elaborar listas de prioridades, fazer um plano e segui-lo, exercitar o pensamento positivo, são truques ao alcance de qualquer um.
Enfim, o segredo reside na capacidade de sair da ritualidade muito “litúrgica” das festas e procurar inventar novas maneiras de celebrar o Natal e o Ano Novo.
E porque não?… Ser solidário e desejar a paz ao resto do mundo!

Cláudia Fernandes

Descubra os segredos para ter um Natal anti-crise

A crise económica está a afectar o Natal. Conheça as lojas e as formas de comprar os presentes por menos dinheiro.

Catarina Duarte

A crise económica mundial está a afectar o Natal dos portugueses. Na base de uma retracção do consumo está a antecipação de um arrefecimento da economia em 2009. Segundo um estudo da consultora Deloitte sobre as principais tendências para o Natal 2008, os portugueses deverão gastar menos 4,8% nas compras de Natal do quem em 2007. Ou seja, mais de três quartos dos inquiridos vão reduzir os gastos nesta época e apontam como principais razões a subida do preço dos alimentos e dos custos energéticos.

Uma forma de racionalizar o consumo é estabelecer um orçamento. Aliás, 58% dos portugueses pretende estipular um montante para gastar: um em cada dois este ano, comparando com apenas dois em cada cinco no ano passado. Segundo a Deloitte, este é um sinal de que os consumidores já não compram tanto por impulso, preferindo fazer compras ponderadas e oferecer presentes com utilidade, perante uma conjectura económica que se caracteriza por alguma incerteza.

De acordo com o mesmo estudo, os gastos com presentes serão os mais afectados (menos 6,9% que em 2007). E na altura de cortar alguém na lista, os colegas de trabalho e os amigos são os primeiros a ser excluídos. Mas por outro lado, para os portugueses está fora de questão sacrificar os presentes das crianças. De qualquer forma, segundo a Deloitte, gastar menos em prendas não significará forçosamente oferecer menos presentes caros, o que pode ter algum impacto positivo em lojas de artigos de luxo, electrodomésticos e produtos de marca. No fundo, concluiu o estudo, a estratégia apontada pela maioria dos inquiridos (68%) é recorrer a promoções.

Para respeitarem o orçamento de Natal, os portugueses (73%) preferem cortar no valor e quantidade de presentes e continuarem a comprar os alimentos próprios desta quadra festiva. Os supermercados e as lojas ‘hard discount’ são cada vez mais procurados para este tipo de compras em detrimento dos hipermercados.

A duas semanas do Natal, são os comerciantes quem mais sofre com os efeitos do abrandamento do consumo. “Nota-se claramente um decréscimo do consumo e uma racionalização das compras”, diz Vasco de Melo, presidente da União das Associações de Comércio e Serviços (UACS). “Há muito receio em consumir com medo do dia de amanhã. Por outro lado, alguns consumidores preferem aguardar pelos saldos, no início de Janeiro, para fazer compras”, refere Vasco de Melo. Para combater a situação, “são muitas as lojas que já a começaram a fazer promoções porque não conseguem escoar os seus produtos”, afirma o presidente da UACS. Outra forma de lidarem com a quebra no consumo tem sido a organizado de eventos e outros atractivos para chamar os consumidores ao comércio. Algumas lojas estão abertas até mais tarde, e na Baixa de Lisboa há comerciantes a oferecerem um café e um pastel de nata em troca de alguns euros deixados na loja. Medidas que pretendem cativar os consumidores e que, segundo a Deloitte, até podem compensar. É que segundo a consultora os portugueses vão tirar partido das promoções para optimizar os gastos e para conquistarem este mercado os retalhistas “vão ter de se concentrar na promoção de ofertas especiais antes do Natal e no período de compras a seguir ao Natal, que representa 14% do total de compras dos portugueses”.


Dicas para pagar menos pelo melhor

1 - Aproveite as promoções
A lei não permite saldos antes do Natal, mas são muitas as marcas que fazem promoções e descontos até 20% durante esta época. Aproveite para comprar presentes especiais a preços mais acessíveis.

2 - Presentes a 6 de Janeiro
Porque algumas lojas começam com descontos de 50% já no dia 26, proponha trocar presentes no dia 6 de Janeiro. Afinal, noutros países católicos como Espanha, é no dia de Reis que se trocam os presentes.

3 - Ofereça ‘vouchers’
Os ‘vouchers’, cheques-oferta ou cartões-presente das lojas e centros comerciais podem ser trocados por produtos em época de promoções e saldos. Ou seja, pelo mesmo valor pode fazer mais compras.

4 - Amigo secreto
Dentro da família, círculo de amigos ou colegas de trabalho utilize a técnica do “amigo secreto”: cada um compra apenas uma prenda e desta forma pode optar por um presente mais caro em vez de comprar vários mais em conta.

5 - Comece a comprar cedo
Quanto mais cedo começar a fazer compras de Natal, mais tempo terá para procurar o presente certo, comparar preços ou encomendar produtos online que fiquem mais em conta. Por outro lado, evita compras de última hora, muitas das vezes, mais dispendisosas.

6 - Um livro que dá descontos
Ofereça uma prenda que dá descontos. É este o conceito do Discount Book Lifecooler, um guia dos melhores hóteis e restaurantes do país que inclui vales de desconto para usufruir dos melhores serviços a preços reduzidos.

7 - Brinquedos nos hipers
Ainda que os preços não sejam muito diferentes dos das lojas de brinquedos, são muitos os hipermercados que oferecem promoções, como vales de compras, talões de desconto descontos no combustível.

8 - Cartões de cliente
Os cartões de fidelização de clientes estão na moda. Uns dão descontos imediatos em compras, outros permitem acumular pontos ao longo do ano. Usufrua das vantagens destes cartões para fazer as compras de Natal.

9 - Defina um orçamento
Elabore uma lista com os nomes das pessoas a quem vai oferecer um presente e estipule o valor máximo que pretende gastar. Outra forma de aliviar os gastos em Dezembro é pôr uma quantia de parte mensalmente para gastar no Natal.

10 - Tire partido dos leilões
Uma boa forma de comprar artigos de qualidade a bons preços é através dos leilões do eBay. No entanto, convém ter atenção ao país de onde vem o artigo que se quer comprar, por causa das despesas alfandegárias.

11 - Procure o Outlet da marca
Fazer as compras de Natal num Outlet é uma opção a ter em conta. Mesmo que sejam da colecção passada, é possível encontrar presentes de marca e grande qualidade a preços bastante acessíveis.

12 - Roupa com assinatura
Os nomes sonantes do mundo da moda há algum tempo que se associam às cadeias de baixo custo. Neste Natal, é possível comprar peças “Comme

O internacionail Luís Ascensão (ADC Ponta do Pargo) luta pelo pódio nacional num evento a ter lugar em Santo Tirso

Desporto
Oito karatecas lutam pelo pódio nacional
Data: 11-12-2008

Depois dos títulos conquistados no Campeonato da Madeira os actuais campeões regionais de Karaté preparam-se este fim-de-semana para 'assaltar' o pódio nos Nacionais de Cadetes e Juniores.

Num evento a ter lugar em Santo Tirso a comitiva madeirense é uma das favoritas à conquista de medalhas. São os caso de Nuno Fernandes (S. Roque) que em Março deste ano sagrou-se campeão nacional de Kumite juvenil, assim como Cátia Rodrigues (CK do Caniço), vice-campeã nacional em 2007 e os internacionais Luís Ascensão (AD Ponta do Pargo) e Liliana Félix (Marítimo). Para além destes atletas a Região estará representada ainda pelos 'cadetes' Carolina Silva (CKC) , Joel Nóbrega (CKC) Paula Garcia (KCM) e por Luís Gonçalves (CKC) que irá competir na prova de sub-21.


Paulo Vieira Lopes DN

ACD São João - ADC Ponta do Pargo: 2-4

Ponta do Pargo homenageia o Cónego Homem de Gouveia

Na próxima segunda feira, dia 15 de Dezembro, a Ponta do Pargo vai homenagear o Cónego Homem de Gouveia, Ilustre figura da freguesia, na data do seu nascimento.

Este acto público é uma iniciativa da Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo, da Casa do Povo, da Junta de Freguesia e da Escola Básica local.

Pelas 16h30 m as entidades locais e os alunos da Escola do Salão deslocar-se-ão à Praça com o nome do Homenageado onde colocarão um ramo de flores em memória do mesmo.
Um aluno da Escola lerá um pequeno resumo da vida e obra do Cónego, dando-se assim visibilidade a esta grande figura da Ponta do Pargo

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Cursos de navegador de recreio-Marinheiro e Patrão Local


















António Cunha
Direcção Depto. de Vela

Clube Naval do Funchal
Posto Náutico de São Lázaro
Avenida Sá Carneiro
Tel.: 291 224661
Fax : 291 225733
Email: vela@clubenavaldofunchal.com
http://www.clubenavaldofunchal.com/

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Homenagem ao Cónego Homem de Gouveia


Cónego da Sé do Funchal, orador, professor, jornalista e poliglota, nasceu na freguesia da Ponta do Pargo, Sítio do Salão, em 15 de Dezembro de 1869, sendo filho de António Homem de Gouveia e de D. Josefina Maria de Gouveia, n. p. de António Homem de Gouveia e de D. Maria Antónia de Jesus, em t.º de Pontes de Gouveia, n.m. do morgado Manuel de Ponte de Gouveia e de D. Maria de Gouveia.Cursou o seminário desta diocese e ordenou-se presbítero a 23 de Setembro de 1893. No princípio da sua carreira sacerdotal exerceu o papel de cura do Porto Santo, vigário da Boaventura, mestre de cerimónia da Sé Catedral, Capelão da Sé da Santa Casa da Misericórdia, sendo em 30 de Novembro de 1899, despachado por carta régia, cónego da Sé do Funchal. Desempenhou as funções de escrivão da Câmara Eclesiástica, inquiridor dos bens pontifícios, examinador pró-sinadal e exerceu diversas comissões de serviços públicos como sejam: o cargo de Presidente da Junta Geral do Distrito, deputado da Nação, nas sessões legislativas de 1905 a 1906, de 1906 a 1907, e provedor da Santa Casa da Misericórdia. Foi professor do Seminário, do Liceu e da Escola Industrial e Comercial do Funchal, e funcionário do Museu Municipal. Em 1952 ofereceu à Junta Geral (biblioteca da estação agrária) algumas obras valiosas sobre assuntos da história natural do nosso arquipélago. Foi um dos poliglotas mais distintos da Madeira, falando correctamente várias línguas, nomeadamente a Espanhola, a Italiana, a Francesa, a Inglesa e a Alemã.No campo literário, os assuntos que preferia versar eram. Estudos Sociais, Religiosos e Políticos.Foi um dos fundadores do primeiro Diário Católico do Funchal “O Correio do Funchal”.Como jornalista, colaborou em vários jornais, sustentando várias polémicas que despertaram grande interesse. Proferiu várias conferências nesta cidade. Foi capelão e amigo do ex-Imperador Carlos da Áustria, e de sua mulher, a Imperatriz Zita, quando os antigos soberanos viveram exilados com seus filhos na Madeira, após a primeira Grande Guerra Mundial (1914 – 1918).Escreveu e publicou: “A Escravidão da Igreja em Portugal”, discurso proferido na câmara dos deputados na sessão de 5 de Maio de 1905. “Necessidade do descanso dominical”, discurso proferido na Câmara dos Deputados na sessão de 6 de Fevereiro de 1907. “A Situação da Madeira” discurso proferido na câmara dos deputados na sessão de 19 de Fevereiro de 1907. “O Imperador Carlos”, Lisboa, 1922. Possuía a seguinte condecoração: “Proeclesia et Pontífice” pela Santa Sé. Faleceu no Funchal, no dia 29 de Julho de 1961 com 91 anos de idade. (in Registo Bio-Bibliográfico de Madeirenses sécs. XIX e XX de Luiz Peter Clode, edição Caixa Económica do Funchal, 1983, pp. 240-241)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

PRESÉPIO MUNICIPAL DA CALHETA

Para aqueles que não podem visitar o Presépio de Natal do Concelho da Calheta, o Ponta do Pargo News esteve lá e registou algumas fotografias.
Referimos que este presépio localiza-se na Marginal da Vila da Calheta

Deixamos aqui.

Recordamos que a abertura deste presépio realizou-se na passada Sexta-feira com a animação musical assegurada por alguns grupos concelhios. O Grupo Instrumental e de Cantigas Norte a Sul da Casa do Povo da Ponta do Pargo foi convidado a participar, mas por incompatibilidade de agenda foi impossível estar presente.